Vanessa de Oliveira. Dicas de amor, sexo, sedução e relacionamentos.

Início / NÃO DESEJO MAIS MEU MARIDO, E AGORA?

NÃO DESEJO MAIS MEU MARIDO, E AGORA?

SHARE
/ 4396 0

É muito comum acontecer, nas relações, uma redução do desejo pelo outro… Vamos entender, amiga, que apenas podemos “desejar” aquilo o que não possuímos, portanto, como o tesão está intimamente relacionado ao desejo e à novidade, é apenas questão de tempo para que a falta de interesse pelo parceiro passe a se tornar um problema na relação. A pergunta é: O que fazer?

Em primeiro, é muito importante que o casal converse abertamente sobre e de uma maneira impessoal, ou seja, essa situação deve ser compreendida como algo comum entre cônjuges, o que não significa que “não se gosta mais do outro”, e sim, que, devido ao fato de o sexo estar relacionado ao desejo – e apenas podemos desejar aquilo o que não possuímos -, é, também, bastante comum se desejar, sexualmente, outra pessoa, o que não significa que isso deva determinar o fim do relacionamento.

Vou pegar como exemplo a questão de uma aluna para poder discorrer sobre… Vamos lá?

SITUAÇÃO:

Não consigo mais, de forma alguma, sentir tesão pelo meu marido… Ele não sabe, mas já tá desconfiado, pois há tempos não temos uma relação sexual satisfatória. Às vezes me imagino com outros homens, solteira e até traindo, mas não tenho coragem de traí-lo. Para falar a verdade, Van, eu o amo, muito mesmo. Dói pensar em ficar sem ele, mas não sei mais o que fazer… Por favor, me ajuda?

Ass. Maria Bem me Quer

RESPOSTA

Amiga… Vamos direto ao ponto:

Que tal sexo á três? Você já propôs isso á ele? E casa de swing? Assim você não o estaria traindo, pois é sexo consentido. E não se culpe amiga, sabe porque? Porque isso acontece com a maioria dos casais, não vou contar lorota, ok? Nem vou inventar que o fogo do tesão é eterno porque não é, com raras exceções o tempo passa e a libido entre um casal se mantém a mesma ou aumenta… A tendência é diminuir mesmo.

Acontece que pelo convívio diário nosso corpo produz hormônios que identificam o outro como familiar e o frenesi passa. Quer um bom exemplo? Dois irmão, uma moça e um moço, por mais lindos que eles sejam e atraentes sexualmente falando, eles não se casam, não namoram entre si e não mantém relações sexuais nem mesmo só por tesão. Sabe porque? Porque o convívio diário fez com que um se acostumasse a química do outro.

Aqueles grandes amigos de infância que um dia se casaram, pode apostar, estiveram anos longe e depois se reencontraram, sabe porque? Porque o hormônio de identificação do outro foi embora e então o organismo cria a capacidade de fazer com que se apaixonem ao se reencontrar.

E isso é ótimo, não? Sim,  a gente pode se reapaixonar pelo outro depois de anos, GRAÇAS A DEUS! Agora, do que vai depender isso? De remodelar a relação, pois por si só as coisas não se resolvem…

Experimente fazer uma viagem sem ele lindona, sabe, muitas vezes pode ser que você esteja se sentindo mega segura em relação a ele, e uma coisa muito louca acontece quando uma mulher percebe que seu território foi invadido por outra mulher… Sabe, neste mesmo instante a libido desperta e então as mulheres resolvem que neste dia QUEREM DAR LOUCAMENTE PARA O MARIDO!!!! PORQUE O MARIDO É O HOMEM MAIS GOSTOSO DO MUNDO… (rsrsr)

Não à toa, muito casais voltam a sentir muito tesão um pelo outro quando os veem com outro parceiro… No mais, os tabus e a cultura acabam nos reprimindo por conta do que é “certo ou errado”, mas o importante é saber que, por mais que a pessoa possa ficar puta da vida (moralmente) por conta de uma traição, certamente que o desejo pelo “traidor” vai aumentar por conta dessa coisa do “território invadido”.

Voyeurs, por exemplo, sentem muito prazer em ver seus parceiros com um terceiro e se você parar para analisar, vai ver que muitos casais adeptos ao swing são bastante parceiros e mantém os laços da relação firmes e fortes. Isso porque são honestos uns com os outros e compreendem bem a linha que separa o sexo do amor, da parceria, da admiração e, principalmente, entendem que uma relação e convívio não devem se reduzir, exclusivamente, ao sexo.

Espero ter te ajudado, lindona e aguardo o teu parecer sobre o assunto para eu poder te ajudar a tomar as melhores decisões possíveis.

E para você que ainda não me conhece, amiga… Eu, Vanessa de Oliveira, venho, há anos e anos, orientando e ensinando mulheres através de diversos cursos que envolvem a arte da atração, da sedução e da conquista, resumidamente. Grosso modo, amiga, eu ensino sobre pompoarismo, sobre coquetismo, sobre técnicas comportamentais para agir diretamente nas estruturas mentais dele e influenciá-lo a fazer aquilo o que você deseja…

Certamente, lindona, ao se inteirar mais sobre os ensinamentos que passo através dos meus cursos, certamente, você sairá uma mulher muito mais poderosa do que antes… São anos e anos, ajudando milhares de mulheres, amiga e os depoimentos a seguir falam por si, olha só:

 

Esses são apenas alguns, entre os milhares, dos depoimentos que recebo dia após dia, miga e não param. Eu acredito que, como uma mulher inteligente, se você chegou até aqui, certamente você está disposta e quer muito ir mais adiante, não é mesmo?

Pois bem, amiga… Ao clicar no botão abaixo, você vai ter acesso a conteúdos incríveis e que vão te ajudar, em pouquíssimo tempo, a atingir o mesmo estado emocional e de gratidão dessas mulheres que citei. E se você pensa que existe alguma “magia aí”, nada disso, lindona… Apenas eu venho aprimorando as minhas técnicas e orientando para que as mulheres consigam desenvolver nelas mesmas… Apenas isso…

Estamos falando de um conhecimento que envolve o conhecimento sobre as estruturas comportamentais e, para isso, amiga, basta você seguir direitinho as minhas instruções e estar aberta para aprender mais sobre si mesma e sobre os homens, que a coisa simplesmente vai acontecer até mesmo sem que você perceba… Quando viu, já foi… tipo isso.

Existem duas forças que movem todas as formas de vida, amiga: é a força da PROCRIAÇÃO e a força da PRESERVAÇÃO, que são convertidas no DESEJO e, a segunda, no MEDO.

Aprenda comigo sobre como você pode usar essas duas forças nos homens ao seu favor e esteja certa que tudo o que motiva o homem está relacionado, diretamente, a essa força poderosa do desejo… Durante anos eu venho me dedicando aos estudos profundos sobre as relações humanas e o resultado, são os cursos que, te garanto, vão realmente te ajudar a se tornar uma mulher melhor em todos os sentidos, amiga… O lha só, por exemplo o que preparei para ti no meu curso Mulher Magnética: 30 dias para mudar a sua vida:

Módulo 01 – O Poder da Autoestima Inabalável

No Módulo 01 você terá acesso ao primeiro pilar: quando uma mulher decide realmente ser poderosa e autoconfiante, ou seja, vamos trabalhar a sua autoestima.

Módulo 02 – Seja Sedutora Acima de Tudo

No Módulo 02 Você irá aprender como usar seu poder de conquistar e reconquistar os homens, ao final dele você estará pronta e saberá tudo sobre as técnicas de sedução e como fazer com que os homens se interessem e se apaixonem por você!

Módulo 03 – Como Ser Uma Deusa

No Módulo 03 Você irá aprender sobre como ser uma Mulher Bem Resolvida na Cama, aprendendo tudo sobre sexo e, também, sobre qual a importância desta poderosa energia na sua vida!

Você irá aprender como realmente se tornar uma Mulher com Peito de Aço, capaz de colocar novamente a sua vida amorosa na ordem que você quiser… Está está convencida? Pois então, que tal receber também acesso ao Clube da Mulher Magnética e falar diretamente comigo por 30 dias (grátis) e esclarecer todas as suas dúvidas, heim? Que tal? CLICA no botão abaixo e acesse, amiga…

Apenas, peço para que você faça isso o quanto antes, pois as vagas no Clube da Mulher Magnética são limitadas e, caso você não consiga entrar agora, ficará em uma fila de espera e assim que forem abrindo mais vagas, você será notificada e poderá usar esse bônus em outro momento sem nenhum custo adicional.

Esse é o passo a passo perfeito para despertar a Mulher Poderosa que há em você e fazer com que qualquer homem se apaixone por quem você é verdadeiramente e não “parcialmente” que é como você acaba sendo, quando não potencializa o melhor de si.

Até mais, amiga… Espero ter te trazido algum luz…

Beijão.

Vanessa de Oliveira.